quinta-feira, 18 de junho de 2009

Título é o de menos

De São Paulo trouxe uma gripe que quase no final dessa semana resolve realmente me incomodar. É impressionante como gripes são desconfortáveis. Graça a ela estou com a audição ligeiramente afetada e meus ouvidos às vezes doem um pouco por causa da garganta. Tenho uma continua vontade de arrotar e não consigo. Minha garganta está formigando e isso tira o conforto e a serenidade de qualquer sono que eu possa ter.

Para completar o inferno astral me vem um pessimismo com relação ao bom senso e a inteligência das pessoas. Concluo que ninguém sabe criticar, muitos dos que se denominam mais críticos não sabem criticar. Opinião todo mundo quer ter uma, mesmo que seja a do outro, mesmo que se terceirize-a.

Me espanta o tanto de mentiras e opiniões dolosamente deturpadas a respeito dos temas que me chega na caixa de correio. Emails assinados por um Diogo Mainardi, Reinaldo Azevedo, um tal Olavo de Carvalho. Nomes diferentes e que as antas que me repassam automaticamente sequer sabem quem são, se quer tiveram coragem de ler os absurdos que eles escrevem ou conseguiram vencer a preguiça de analisar o que eles dizem. Uma verdadeira pseudo intelectualidade potencializada pela mal sucedida inclusão digital brasileira.

Concluo que brasileiro não tem opinião própria. Todo mundo precisa de um Caetano Veloso para dizer o que é bom ou ruim. Se não é um Caetano Veloso vai ser uma religião com sua coletânea de delírios, vai ser a de algum profissional se identificando apenas como tal e escrevendo coisas contra sua ética de profissão em alguns desses emails que chegam na caixa de correio.

Melhor é quando todo mundo resolve usar das informações editadas, escolhidas e passadas com a entonação desejada de uma imprensa que não é séria para ter uma visão autônoma dos fatos. Aí começa tudo, são contra os produtos transgênicos sem nem ao menos saber o que é ou passa a defendê-los após lerem informes da Monsanto. Acham aborto um crime contra a vida sem nunca ouvirem o argumento de quem os defende.

É internet 2.0 é assim, todo mundo faz o conteúdo e todo mundo vai ter uma opinião, mas não quer dizer que eles sejam bons ou sérios, nem a desse babaca que está a vos escrever.

2 comentários:

Diógenes de Souza disse...

òtimo post, well. ótimo.

Gato de Cheshire disse...

Melhor melhroar essa gripe logo se n vai baixar a amy winehouse...