segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Gayzismo, a nova ditadura.

Parece existir uma moda entre as pessoas e a grande imprensa para fazer comparações e tentar convencer aos outros que as ocasiões, muitas delas meras especulações, estão nos empurrando para uma ditadura. Conforme o grupo, a explicação para qual ditadura vai se instalar é diferente, assim como os indicadores dela.

Os exemplos são vários, mas vou me concentrar no gayzismo, que é o termo que pessoas têm empregado para se referir a uma ditadura gay que acreditam estar se instalando no Brasil. Os argumentos, que podem ser encontrados facilmente ao digitar o termo gayzismo em um site busca, são aberrantes, são rasos, míopes, relativos e acima de tudo ridículos.

O que dizem é que com o advento do tal gayzismo, os heterossexuais serão discriminados enquanto que os homossexuais serão apoiados, algo inconcebível para os opositores, cujo porquê é explicado com muitos versículos desprovidos de contextualização histórica do Antigo Testamento da Bíblia dos cristãos.

Dizem também que a Família será extinta, na verdade o conceito de família eles fazem e que já está obsoleto para descrever toda sociedade, e com isso teremos a falência da humanidade, que há muito tempo não é cristã, muito menos segue seu modelo de família patriarcal monogâmica nuclear.

Também insistem na teoria de que no mundo o que se tem não é homossexualidade, primeiro porque desconhece o termo, segundo porque é homossexualismo, uma doença, que na opinião, embora censurada pelo CRF, da psicóloga denominada cristã, Rosângela Justino, deve ser curada e combatida, com vistas evitar que se tenha no Brasil um regime de castas provocado por gente pervertida e abusada sexualmente.

Para provar (sic) essa tal de ditadura gay, comparam o que os movimentos pró cidadania LGBT fazem no Brasil ao que aconteceu na Alemanha no segundo quartel do século XX e assim dizer que os homossexuais compartilham de ideais nazistas, embora fossem naquele período um grupo perseguido.

Outro ponto chave é o de que leis como a PLC 122 são um leis anti democráticas, assim sendo um outro indício dessa ditadura gay que dizem se aproximar, pois no fim querem acabar com a liberdade religiosa e com a liberdade de pensamento e que os heterossexuais serão cerceados na sua liberdade individual, a de ser heterossexuais, como se alguém quisesse que não os fossem.

Não vou rechaçar o que dizem em linhas gerais os teóricos do golpe gayzista. Acredito que os que venham nesse blog sejam inteligentes o suficiente para saber que são disparates proferidos por pessoas que vêem a sua posição de opressores e sócio-culturalmente beneficiada ameaçada pela ampliação que não visa nada senão equiparar direitos e tirar justificativas contrárias a essa equiparação.

O que sei é que enquanto os movimentos sociais se articulam em prol de democracia, que não consiste é claro em apenas votar, direito de ir e vir ou de expressão, mas também na equivalência que as pessoas tem para a sociedade, o Estado, aos serviços públicos e itens de sobrevivência com qualidade de vida, existe também gente em nome da fé fanática e doentia, imbuídas em pouco conhecimento de causa, se articulando contra usando de prerrogativas toscas e insensatas, acusando aos outros pelos crimes contra a democracia que cometem. Mas não é esse o pior, o pior é que tem gente se conformando assim como tem gente acreditando que eles estão certos.

10 comentários:

Paulo Braccini disse...

Perfeito isto ... muito bem contextualizado ... esta Rosângela Justino é uma neurótica, "louca", desprovida de qualquer sensibilidade humana, totalmente ignorante, manipuladora, oportunista, desarticulada, enfim ... uma coisa com a qual não me deu o desfrute de perder um segundo sequer de meu precioso tempo ... mas ela está aí ... sabe, tem horas q até queria q ela tivesse razão qto ao gayzismo ... quem sabe pudéssemos queimá-la, juntamente com outras aberrações similares, em praça pública ... pronto ... desabafei ...

bjux Well

;-)

Paulo Braccini disse...

prezado Well, estou tomando a liberdade e postar este seu texto, por julgá-lo importante e oportuno, e com isto compartilhá-lo ainda mais com a blogosfera ... claro que com os devidos créditos a vc e a seu blog ... isto se vc assim permitir ...

bjux

;-)

Mélker Rúbio disse...

ótimo texto...
ótimo blog...

Robson disse...

É isso ae. Assino embaixo!

rhb disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rhb disse...

Quem dera em 2012 o mundo não acabasse como alguns esperam, mas sim que um grande acontecimento mude a cabeça e o pensamento e toque os corações das pessoas. Poderia ser uma grande chuva de Sapos!

Fred disse...

Olá Bernard! Te encontrei entre os seguidores do meu blog e vim aqui conhecer o seu! Valeu pela companhia na jornada bloggeira! Abraço!

Gato de Cheshire disse...

Eu n tinha ouvido ainda a expressão gayzismo, mas a ideia n me é extranha, a propria Rozangela Justino fala em grupos Pró homossexuais de insentivo e o caralho.. Dizem existir membros desses grupos no CRP, na ONU e em tudo qto é canto, afim de abafar as discussões a cerca da homossexualidade se utilizando como argumento o preconceito...

Enfim, a ideia é dar toda uma vestimenta maquiavelica aquilo que é muito natural.. Existem gays no CRP da mesma forma q existem evangélicos que tb estão no senado, na TV e em tudo qto é canto, amaldiçoando a tudo aquilo que n le sua cartilha e ainda somos nós os ditadores....

Acho q n somos e nem devemos ser contra discussão nenhuma, n temos de ter medo do embate, só n podemos permitir que nos falte o respeito, q nos permitamos faltar com nossos opositores e acima de tudo, q não faltemos com nós mesmos...

Renato Hemesath disse...

Um texto bastante provocativo. É incrível pensar que, embora acredite-se que as pessoas tenham evoluído à uma concepção mais estruturada das coisas, ainda existam idéias tão primitivas.

Boa análise crítica.

Um abraço
www.cinefreud.blogspot.com

Cristiano Contreiras disse...

PARABÉNS PELA INTELIGENCIA, PERSONALIDADE E CUIDADO COM SEU ESPAÇO!

Muito feliz em encontrar este blog de extrema atitude!

te sigo!