quinta-feira, 26 de maio de 2011

Suspenso o Kit gay - blogay travez, mas foi sem querer

Comentário que publiquei no Blog do Luis Nassif cujo texto não está revistado.

Tenham dó, agora até Toni Reis quer jogar sua credibilidade na lama, junto à bancada evangélica e ao Governo. Vão pedir o que na próxima vez? Que acreditemos no Papai Noel e que ele seja petista com suas cores vermelha e branca?

Tudo bem que a Presidente não conhecesse o vídeo, mas alguém do Governo ligado ao projeto deveria apresentá-lo e explicando qual é a ótica e o intuito das mensagens, para depois sim ela receber uma gente que embora evangélica, nem de longe é confiável.

Mas nada disso é uma surpresa, era previsto. O Governo mostra que está disposto a jogar a causa LGBT para o escanteio quando coloca em sua equipe alguém que pode até ser inocente, mas que não conseguiu prová-la e é a carniça dos urubus da grande imprensa, e quando faz um termo com evangélicos para por panos quentes e quem sabe assim ganhar as eleições.

O que lamento é que ainda tem LGBT acreditando nisso e outras, que embora heterossexuais, sejam progressista relativizar a questão para justificar algo que não é justificável. O Governo Dilma Rousseff cedeu às chantagens de um grupo que de tão moralmente correto prefere ignorar um possivel caso de corrupção para impedir aquilo que eles no alto de seu senso comum e fundamentalismo não aceitam.

Caiam na real! Os argumentos dos evangélicos já são por si só frágeis. Por melhor que os nossos se tornem, tudo que acontecerá é um novo repertório batido de verdades bíblicas e achismos a respeito de natureza e comportamento para impedir que os homossexuais ganhem maiores direitos e políticas públicas.

O problema dos evangélicos não são as suas liberdades religiosa ou de expressão talvez serem ameaçadas e sim fato de nós, LGBT, existirmos! Eles só não nos matam porque, por enquanto, isto é considerado uma incivilidade. Mas para pastores do show business isto faz parte do jogo, quando dizem que somos pecadores e o nosso premio é a morte, quando dizem que gente pobre é mais importante do que nós, pois quando nos assassinam nada mais está acontecendo do que o cumprimento de suas sagradas escrituras e porque em nossa sociedade o que faz importância para se ter dignidade é a relevância que um grupo possui.

2 comentários:

FOXX disse...

melhor texto q vc já escreveu
de verdade!

Paulo Braccini disse...

CLAP CLAP CLAP! Posso aplaudir de pé né? [via FOX]