quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Trivial de Igreja Inclusiva

No último sábado houve uma palestra sobre DST's na igreja inclusiva. Na verdade a palestra ficou mais concentrada na AIDS, até mesmo porque semana passada foi a semana nacional, mundial, universal, não sei, de combate à AIDS. Engana-se quem pensou que quem foi palestrar foi algum religioso, desses que pensam que a castidade é o melhor caminho. Que deu palestra foi à presidente do fórum estadual de transgêneros, que não por acaso também é uma transgênero. 

Confesso que fui para lá interessado mais em conhecer a palestrante, testar meus preconceitos internos, até mesmo porque na penúltima Copa do Mundo eu ainda acreditava na minha heterossexualidade. A palestra serviu para muita coisas, os conhecimentos sobre a AIDS avançaram mais um pouco e muito aprendi sobre transgêneros, que será tema de uma palestra futura, pois nessa ocasião apenas pincelamos o assunto. Foi ótimo também para perceber que o Estado não é tão omisso assim para a causa LGBT, em Goiás pelo menos existe um lugar com atendimento multidisciplinar para pessoas que passam por alguma crise, seja porque se descobrem soropositivas, porque sofrem bullying na escola ou são expulsas, entram em conflito com a família por serem homossexuais. Porém nada que seja considerado o suficiente, se foi possível ficar otimista por isso, saí de lá muito mais pessimista pelas inúmeros problemas de assistências e que duram no mínimo duas décadas.

Final da palestra algumas fotografias e a palestrante dizendo contente com a existência da igreja em Goiânia, do trabalho sério feito por ela e do interesse dela em recomendar o lugar as pessoas, destruídas, que passam pelo Centro de Referência da Secretaria Estadual de Saúde. Analisei meus preconceitos e tenho ficado satisfeito. Tempos atrás ficaria no mínimo constrangido com a transgênero e é boa a noção de que evolui.

Na verdade queria falar sobre outras coisa, mas o babado é forte. Deixa para a próxima.

7 comentários:

Dêco disse...

Eu fico feliz por ter evoluído em relação aos trangêneros

FOXX disse...

que bom q a gente tem a chance de crescer né?

wonderfulcauseiam disse...

Já eu tenho super preconceito contra trangêneros. Se eles são héteros, porque fazem parte do grupo das Lésbicas e Gays? - BRIMKS tá gente, economiza as pedras aí.

RICARDO disse...

Por favor, urgente!
hoje todos os jornais estão divulgado MAIS UM ataque na região da Paulista, na Frei Caneca, um skinhead com soco inglês…
E estamos perdendo feio lá no site do Conselho Regional de Psicologia de Santa Catariana, a maioria na enquete é contra a PL 122/2006. Eu fico me perguntando do que essa gente tem medo. Quem puder, entra lá e vote “SIM”, por favor..
http://www.crpsc.org.b
Outra coisa, nem sei se gostam do Jabor nestas bandas, mas o que ele falou e como falou hoje, em nossa defesa, em “Covardes atacam homossexuais corajosos” merece emoção e aplausos. Ouçam no link abaixo:
http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/arnaldo-jabor/2010/12/10/COVARDES-ATACAM-NOS-HOMOSSEXUAIS-CORAJOSOS-A-POPRIA-MISERIA-SEXUAL.htm?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter
Obrigado!
Ricardo Aguieiras
aguieiras2002@yahoo.com.br

Pimenta disse...

Mesmo, que bom saber, pois eu estou tãao triste em cristo com esses cristãos viu, que nem natal esse ano vou comemorar.
Não posso aceitar um cristo que condene tanto, com tanto desprezo pelas partes de nós que nos fazem humanos.
bjo

Arsênico disse...

Precisamos aprender que em todos os grupos sociais existem pessoas que valem ou não a pena... só nos resta respeitá-los para que sejamos também!

Parabéns por mais essa abertura em sua mentalidade... e assim vamos nos tornando pessoas melhores... aliás... essa é a grande oportunidade do ser humano... poder evoluir!

Torço muito pra que em um futuro bem próximo a igreja inclusiva chegue à Campo Grande... certeza que participaria!

***

umBeijo!


;-D

Diego disse...

Achei bafõnicoo!
Ameiiiiiiiiiiiiiiiii
Desce a guaxa!