sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O bom cristão é contra os homossexuais.

Não me peça para ser tolerante com religiões porque não dá. No Brasil liberdade religiosa existe a qualquer custo e por causa dela muitas pessoas são prejudicadas, mesmo que não tenham a ver com nada. As religiões cristãs precisam de freio, o que elas estão fazendo já é crime. Na internet circula várias mentiras que partem dos templos e retiros religiosos a respeito de diversos assuntos e pessoas, entre elas as homossexuais. Mentem, inventam, endemonizam e não é feito nada porque é liberdade religiosa. Eu questiono essa liberdade.

Essas mentiras viram vídeos, que o Papai Gay publicou uma indiganção e a Lola fez esse post criticando. Mas não comemorem, porque não vão parar. Essa semana minha amiga, muito incomodada com a minha opinião política, visível no Orkut.com, me enviou um vídeo, logo abaixo, de um pastor evangélico usando esse vídeo da postagem do Papai Gay e da Lola, para justificar porque não se deve votar no PT.

Para mim é tudo absurdo, além de inventar mentiras para incitar o ódio aos homossexuais, o amor que é o quê eles não têm por nós, ainda estão orientando as pessoas em que elas devem votar. Está certo, o pastor fala em quem não votar, mas se traduzirmos a fala dele para uma equação de lógica vamos ver que é tudo a mesma coisa.

A amiga não sabe que eu sou ateu e nem homossexual, sabe apenas que eu voto na Dilma e outros candidatos do PT, talvez se soubesse disso ela teria mais motivos para me enviar o vídeo. Como fiquei indignado passei todo começo dessa noite redigindo a longa resposta que publico abaixo.

Observação, eu sou um "petralha" sim e não me incomodo com isso. Se você acha que eu tenho que mudar de opinião leia a resposta que enviei a minha amiga até o final e veja que o quê você tem a me dizer não muda nada e só vai me causar antipatia pela seu pedantismo.

Eis o vídeo que ataca aos homossexuais:



Eis a minha resposta:

Antes de tudo quero advertir que o quê me levou a demorar nessa resposta é o fato da grande quantidade de idéias que o vídeo trata e a maneira como elas são misturadas. Por isso a reflexão é mais delongada. Também quero deixar claro que as minhas críticas, que certamente não serão em algum momento cavalheiras, são para as idéias do vídeo e das pessoas que nele aparecem e não são contra o seu caráter e a estima que tenho por você.

Vou começar com a frase que você deixou junto com o vídeo, pois a crítica que farei a ela vai orientar todas as seguintes. Então temos “A questão não é ‘meramente evangélica’, é o clamor de um povo cristão, que acredita em Deus e tem Nele seus princípios fundamentados.”

Discordo. A questão não é o povo cristão acreditar em Deus e pensar que Ele quer que as pessoas assumam certos princípios. O que é absurdo nessa afirmação é pensar que os cristãos são os únicos detentores de valores morais e éticos, são os únicos compromissados com a vida, são os únicos que conhecem a verdade e que todas as pessoas devem seguir ao que eles pensam. Agora vamos entrar nos outros assuntos que o vídeo mostra, de maneira truncada e tendenciosa diga-se de passagem.

A PEDOFILIA – O que é bem certo é que a nossa opinião a respeito da pedofilia é rasa. O jornalismo a que temos acesso trata o assunto de maneira superficial ou usando frases de efeito, mas não esclarece o que de fato é pedofilia. Às vezes aparece um “especialista cristão”, mas o quê ele diz não é confiável já que ele mistura os seus valores religiosos com os conhecimentos científicos, em geral para validar os primeiros. Por causa disso vem se instituindo um patrulhismo ideológico no Brasil onde, dada a nossa ignorância, qualquer coisa se torna pedofilia ou apologia a ela, mesmo que não seja. Não deixo dúvida que a pedofilia é um problema a ser resolvido. Mas para pensar sobre esse problema e resolvê-lo é necessário conhecer o quê ele é e calcular os efeitos das medidas tomadas. Usar as frases de efeito das 18h00min na Band e os clamores em templos não são os melhores métodos de resolver o problema.

O DIVÓRCIO – Aqui a questão também tem a ver com os cristãos imaginarem que são os únicos dotados senso ético e moral e que todos devem agir como eles pensam. No caso do Brasil existem pessoas pensando de maneira diferente a respeito de vários assuntos entre eles o casamento. Por causa dessa diferença, muitas dessas pessoas se casam apenas no civil ou tem outras religiões que dão outros significados ao casamento. Os cristãos podem não concordar, mas não podem tirar o direito dos outros pensarem como pensam. Se os cristãos são contra o divórcio, então que não se divorciem.

O ABORTO – Esse também é outro caso em que os cristãos ignoram as concepções discordantes e trata o próprio pensamento como o único válido. O que agrava a discussão sobre o aborto é que ela envolve também aspectos filosóficos, científicos, antropológicos e sociais cujas concepções cristãs não levam em consideração ou não apresentam solução sem que essa solução signifique acreditar no mesmo que os cristãos. Se os cristãos são contra o aborto por motivos religiosos, então que não o façam. Agora se acreditam que o aborto é assassinato, que o feto está vivo e é inocente, provem com fatos técnicos e científicos, dêem uma solução às mulheres grávidas que não poderão abortar e à criação dos filhos que terão. O Estado brasileiro é laico e não pode tomar como pressuposto de suas leis e políticas as doutrinas religiosas de um grupo, mesmo que ele seja maioria.

O INFANTICÍDIO – O aborto é diferente dos rituais de alguns povos indígenas para com as crianças gêmeas ou portadoras de necessidade especiais. Não é ético o vídeo colocá-los como coisas iguais assim também como não é ético generalizar todos os povos indígenas. Com relação ao infanticídio, também sou contrário a ele. Uma solução para o problema não é algo que podemos fazer já que não entendemos a fundo o que acontece. Sei que as crianças devem ter suas vidas protegidas, inclusive pelo Estado, instituição que acredito que deve ser feita pelas pessoas para defender os interesses das pessoas.

A PORNOGRAFIA – Esse, pausa, também é um caso em que os cristãos pensam que todos devem ter a opinião moral que possuem, nesse caso em relação ao corpo, ao sexo e aos prazeres para ser mais exato. Nem todas as pessoas têm essa opinião e não é por causa disso é que elas vão deixar suas pornografias para lá, uma vez que o consumo disso deve ser do livre arbítrio e acordo das pessoas envolvidas. Todavia os cristãos não são obrigados a apreciarem conteúdo pornográfico se acham isso incorreto. Então nesse caso não só acho justo, como necessário que se faça censura etária para locais abertos ao público, para os produtos culturais, entre outras coisas, que contenha pornografia. Só que não podemos proibi-la porque algumas pessoas acham errado, de acordo com as concepções religiosas ainda por cima.

A FAMÍLIA – Existem vários modelos de família. No entanto o vídeo trata como o único modelo viável o modelo cristão, pais casados e com filhos. Não vejo nada de mal nesse, até mesmo porque fui criado em uma família assim e muito dos valores que carrego comigo e que julgo bons eu aprendi nele. Todavia é absurdo considerar que este seja o único modelo de família existente ou que só ele deve existir, que nos outros modelos de família, como o com pais separados, haverá, como eu já ouvi dizer, pessoas inescrupulosas e sem amor ao próximo por exemplo. Essas conclusões a respeito das pessoas não são possíveis, estamos tratando do fator humano onde determinismos são perigosos. Além disso, se o modelo de família cristã fosse perfeito, não haveria dentro desse mesmo modelo casos de agressão familiar, de pessoas viciadas em drogas, entre outras coisas prejudiciais.

A AGRESSÃO FAMILIAR – Eu concordo com o vídeo, isso é um problema, não porque ele destrói a família, cristã, mas porque ele destrói as pessoas e é com elas que eu me preocupo. Família é valorizada para servir as pessoas e não contrário. As soluções para esses problemas são muitas, no entanto freqüentar a Igreja não deve ser uma política incentivada pelo Estado, pois esse é, ou deve ser, uma instituição laica e por causa disso não deve favorecer a uma religião ou a um grupo delas.

A HOMOSSEXUALIDADE – O que os homossexuais querem são direitos e políticas públicas que contemplem suas peculiaridades e porque outros seguimentos da sociedade possuem e ou podem requisitar. Os cristãos podem não achar os homossexuais corretos do ponto de vista de Deus – o que também é questionado inclusive entre os próprios cristãos e é neles que acredito mais – mas não podem impedi-los de viverem suas vidas. Com relação ao PLC 122/06, chamá-lo de lei da Mordaça Gay é apenas um extremismo, pois em nome da liberdade religiosa e do que alguns acreditam ser correto, os cristãos usam rádio e televisão, outdoors, publicam material fazendo afirmações a respeito dos homossexuais que são preconceituosas e que prejudicam a eles. Os homossexuais não são contra os cristãos, apesar de que é difícil ter simpatia por muitos deles levando em conta o quê falam, e na maioria dos casos também se consideram cristãos. O que os homossexuais querem é que a liberdade religiosa seja limitada, e não suprimida, pela liberdade deles serem respeitados enquanto pessoa.

De modo geral o que eu posso concluir é que as pessoas que produziram esse vídeo não são éticas. O que elas fazem é um material com mensagens truncadas, com meias verdades e mentiras para confundir as pessoas. As pessoas por outro lado não são pobres coitadas e enganadas. É obrigação de todo mundo verificar os dois lados da moeda, verificar todas as opiniões em relação a um mesmo assunto e não tomar conceitos pré-concebidos. Além disso, é visível que estão se recusam a dialogar com as outras opiniões. Se dialogassem o máximo que fariam era não concordar com esses assuntos, mas não satanizar as pessoas que defendem o casamento homossexual ou o aborto, o quê só comprova o fundamentalismo que tira a propriedade dos cristãos para criticarem o que se é apresentado de outras religiões, como a muçulmana, e que achamos absurdo e ditatorial.

Como sempre na história utilizam o nome de Deus para conduzir a grande massa e assim ser feito o que os líderes religiosos querem. Esse pastor e os que pensam como ele é na verdade adepto do voto de cabresto. Tudo bem, ninguém é obrigado a gostar do Partido dos Trabalhadores, mas a forma como eles estabelecem a crítica a ele é suja. Utiliza o quê as pessoas acreditam como sagrado e inegavelmente têm medo, Deus, para acusar o PT por coisas ou que ele não defende, ou que ele defende dando uma justificativa que uma parcela dos cristãos se recusa a conhecer ou considerar.

Bem, novamente venho frisar que minhas críticas são às idéias de quem produziu o vídeo quer passar e posso dizer até mais nesse momento, questionar a índole dessas pessoas. Mas também quero frisar que não tenho sentimento de ira alguma por você ou por sua boa intenção, mesmo que minhas palavras pareçam irritadiças.

Por fim quero deixar claro a você, minha amiga, que eu respeito a sua antipatia pelo PT e pela Dilma Rousseff porque acho que você tem esse direito e têm seus motivos. Em função dessas duas premissas não envio emails e afins para você mudar de opinião. No entanto deixo claro para você que me incomoda a sua “militância” para que eu mude de opinião e quero deixar claro que eu vejo e leio jornais e revistas, que tenho acesso às mesmas informações que você, como os emails que me envia, mas se eu confiasse nelas, no que elas dizem e ou se eu tivesse as mesmas “diretrizes” religiosas que você possui, eu pensaria no mínimo diferente. No entanto não, eu não penso como você a respeito desses assuntos e tenho meus motivos para isso, por isso eu voto na Dilma Rousseff e nos candidatos do PT.

Desde já tenha um bom final de semana e até a próxima, que espero não ser para colocar notícia de jornal para provar que o email é mentiroso.

8 comentários:

Edu disse...

Clap! Clap! Clap! Perfeito, Well! Infelizmente as pessoas tratam assuntos como política, religião e futebol como "paixões" e não adianta usar a razão pra argumentar. Oxalá sua amiga reflita um pouco - não pra votar no PT mas pelo menos pra aprender a respeitar.

FOXX disse...

faço coro nas palmas do Edu.

Pimenta disse...

Eu gostria de dizer assim:
Olha, desculpe, mas eu não aceito nenhum desses candidatos.Não quero, arruma outros, e quem sabe, podemos pensar em eleição.
Tu ficou puto da cara né?Imagina meus amigos me dizendo para votar na Marina, porque não querem votar na Dilma nem no Serra...
Eu vou de Serra, só para não votar na Dilma, nem na Marina (que medo religião e poder,chego a sentir o cheiro da carne queimando).
Estamos f*didos,isso sim.
É uma situação trágica eleitoral.

bjo

Lobo Cinzento disse...

Não perco mais tempo com essas pessoas.

Tem rolado uma corrente por ai com esses vídeos. Tão mais fácil eliminar a mácula dos meus contatos do que argumentar...

Paulo Braccini disse...

Menino Wel vc é simples PHODA! Parabéns ...

Não vou me delongar aqui ... sua contextualização qto as religiões eu assino em baixo.

Qto às questões políticas eu tenho bem claras minhas convicções ...

NUNCA mais eu voto no PT ... sou um dos q se sente traído por uma corja falsa e corrupta, pior q os outros já q os outros nunca mentiram sobre o q são e o PT traiu de forma despudorada tudo o q pregou por mais de 25 anos antes de chegar ao poder. Dilma para mim é uma excrescência.

Marina com sua postura evangélica ainda não se apercebeu q vivemos em um Estado Laico.

Serra e toda a oposição se mostram incompetentes enquanto oposição ...

Não pactuo mais com estas imoralidades públicas ...

Meu voto é NULO!

Qto à sua amiga ... tenho pena! simples assim ...

bjux

;-)

garoto cientista disse...

Meninu, se eu não tivesse que dormir bateria palmas para vc a noite toda. Disse tudo, parabéns.

Johannes disse...

Concordo com o Pimenta.
Só acho ingenuidade sua, e continuarei achando, que votar em Dilma é algo importante para os homossexuais.
Para ela e o PT, gay só tem direito se votar a seu favor.
Se for de oposição, é bichona mesmo.
Vide a Marta, na campanha pra prefeitura de São Paulo em 2008.
Se quer continuar se enganando, problema seu.
Também sou contra as religiões dominarem o debate como acontece desde sempre. Mas daí a apoiar qualquer um que diga que é ok ser gay, é pensar de forma tão rasa quanto votar na Dilma com medo de outro candidato acabar com o Bolsa Família.

Papai Gay disse...

Quanta manipulação esse video. Primeiro ele usa uma palavra que a maioria nunca ouviu falar naquela igreja: "Iniquidade". Depois dá uma de super detentor do "saber" explicando-a. Não satisfeito fala da homossexualidade e cria um vínculo à palavra pecado. Tenho que reconhecer que eles sabem muito bem manipular os cordeirinhos evangélicos. A única coisa que eu não sabia é que o governo estava passando leis que incentivam o infanticídio e a violência doméstica. PUTA QUE O PARIU, A COISA SÓ PIORA!